Andrea Garcia comenta programa federal que concede benefícios a jovens de baixa renda, com idade entre 15 e 29 anos

AndreaGarcia 10.07.2018 3Em discurso, Andrea Garcia divulgou o programa Identidade Jovem, que concede benefícios a jovens de baixa renda12/07/2018 - Durante a sessão da Câmara desta terça-feira (10), a vereadora Andrea Garcia (PDT) divulgou o programa Identidade Jovem, do Governo Federal, que concede benefícios a brasileiros de baixa renda, com idade entre 15 e 29 anos. O ID Jovem possibilita o acesso a benefícios de meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos e também a vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual.

“É um benefício que a população acaba desconhecendo. E é um direito que ela tem”, comentou Andrea, no plenário. O ID Jovem atende os brasileiros pertencentes a famílias com renda mensal de até dois salários mínimos e inscritos no Cadastro Único - com informações atualizadas há pelo menos 24 meses - e que possuam o NIS (Número de Identificação Social). Em Monte Mor, as inscrições no programa podem ser feitas no CadÚnico, no Mais Fácil.

Para Andrea, a divulgação do benefício - que foi criado através do Estatuto da Juventude e regulamentado através do Decreto federal 8.537/2015 - pode, neste período de férias, facilitar a realização de viagens para visitas familiares, por exemplo, além de garantir a participação dos jovens em atividades culturais diversas, como cinemas, estádios de futebol e teatros. “É um benefício do Governo Federal pouco divulgado”, lamentou a vereadora, no discurso.

Mais informações sobre o ID Jovem neste link: https://idjovem.juventude.gov.br/

Mais Fácil: Rua Siqueira Campos, 65, Centro - Telefone: 3879 9881

OBRAS

A vereadora também comentou que, na quinta-feira (5), se reuniu com o secretário municipal de Obras, Vilson Amaral. No encontro, explicou Andrea, foi informado que a licitação para contratação de empresa de recapeamento de vias já foi concluído, e as obras devem começar em breve. Já a construção dos postos de saúde dos bairros Nossa Senhora de Fátima e São Clemente estão em fase de conclusão. “O município está caminhando”, comemorou a vereadora.

“São pessoas que têm um valor imenso”, ressalta Andrea Garcia, comentando declaração de utilidade pública aos bombeiros

AndreaGarcia 25.06.2018 3Andrea Garcia comentou o projeto de lei de sua autoria que concedeu o título de utilidade pública 28/06/2018 - A vereadora Andrea Garcia (PDT) comentou a importância do projeto de lei 74/2018, de sua autoria, que concedeu a declaração de utilidade pública à Associação Corpo de Bombeiros Voluntários de Monte Mor. O projeto foi aprovado por unanimidade, na última segunda-feira (25), ocasião em que Andrea fez elogios à corporação, no plenário.

“Tenho que agradecer muito a vocês, pois na época de hoje, nessas queimadas, sabemos o quanto vocês são preciosos na nossa vida”, ressaltou a vereadora. De acordo com Andrea, a ideia vinha sendo estudada desde 2016, através da coleta de dados e de documentação. E contou com o auxílio do secretário de Defesa Civil e vereador licenciado, Murilo Rinaldo.

Ainda segundo a parlamentar, em 6 de junho, o CNPJ da Associação completou um ano. “Essa [concessão da declaração de] utilidade [pública] vai dar direito a abrir as portas, para que as empresas possam estar investindo em vocês”, afirmou. “São pessoas que têm um valor imenso”, ressaltou a vereadora, cumprimentando integrantes da corporação, presentes no plenário.

ABUSO SEXUAL

Andrea também comentou a realização do 1º Fórum de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, realizado no dia 20, no Joaquinzão. Agradeceu aos organizadores e participantes, dentre eles a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social, a Secretaria de Educação, a Guarda Municipal e a Patrulha Maria da Penha, e o CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente). “É um Conselho ativo, que esteve totalmente empenhado para que esse Fórum acontecesse”, comentou.

Câmara aprova declaração de utilidade pública à Associação Corpo de Bombeiros Voluntários de Monte Mor

Bombeiros 25.06.2018 2O bombeiro Phablo Augusto Clemente, no plenário26/06/2018 - O projeto de lei 74/2018, de autoria da vereadora Andrea Garcia (PDT), foi aprovado por unanimidade na sessão ordinária desta segunda-feira (25). A iniciativa concede o título de utilidade pública à Associação Corpo de Bombeiros Voluntários de Monte Mor.

De acordo com a justificativa do projeto, o trabalho teve início em 2016, com a participação de integrantes no 1º Encontro de Bombeiros, na cidade de Três Marias-MG. Depois, participaram de importante treinamento na Argentina. E, em junho de 2017, registraram o CNPJ.

“A Associação dos Bombeiros Voluntários de Monte Mor tem toda sua documentação devidamente registrada e correta, com o propósito de servir bem a nossa querida cidade e região, quando chamados e convocados”, destaca Andrea Garcia, no projeto de lei.

Diversos integrantes estiveram presentes no plenário, durante a sessão. Em discurso, o bombeiro Phablo Augusto Clemente destacou a importância do trabalho desenvolvido pela corporação, no município. “A gente está lá com um único fim: salvar a vida do próximo”, disse.

 

SERVIÇO RELEVANTE

Bombeiros 25.06.2018 3Andrea Garcia, autora do projeto de lei. Ao fundo, plateia estava lotada de bombeiros voluntários Vereadores comentaram a iniciativa. Andrea Garcia, autora do projeto, destacou que a entidade é sem fins lucrativos e que a concessão do título de utilidade pública permitirá, inclusive, o recebimento de apoios diversos. “Eu acredito que as empresas vão fazer parcerias”, disse.

Danilo Jacob (PDT) parabenizou os bombeiros e também ressaltou que a declaração de utilidade pública “é o primeiro passo” para que a Associação possa receber recursos. Vanderlei Soares (MDB) endossou a opinião, e lembrou que o trabalho da corporação é “sempre elogiado”.

O presidente da Câmara, Waltinho Assis (PDT), também parabenizou a autora do projeto e os bombeiros voluntários. “Vocês colocam a vida em risco para salvar vidas”, destacou o vereador, ressaltando a importância de se valorizar esse trabalho.

Outros vereadores também elogiaram a propositura, durante discursos no momento das “falas individuais”, no plenário. As notícias serão publicadas em breve, no nosso site. Projetos do Executivo, de criação de ficha, também foram aprovados na sessão (leia aqui).

ALGUMAS IMAGENS

Bombeiros 25.06.2018 4   Bombeiros 25.06.2018 5   Bombeiros 25.06.2018 6

Veja mais fotos na nossa página no Facebook

 

“Não sou contra o projeto, mas gostaria que tivesse um aumento um pouco melhor”, afirma Andrea Garcia, sobre reajuste

AndreaGarcia 18.06.2018Em discurso, Andrea Garcia comentou o reajuste concedido pela prefeitura aos servidores públicos municipais21/06/2018 - A vereadora Andrea Garcia (PDT) comentou o reajuste de 3%, parcelado em seis vezes, concedido pela prefeitura aos servidores públicos municipais esse ano. “Não sou contra o projeto, mas gostaria que tivesse um aumento um pouco melhor. O servidor público merece”, disse a vereadora, em discurso no plenário da Câmara, nesta segunda-feira (18).

Andrea afirmou, no pronunciamento, que o Orçamento do município para o próximo ano está previsto em R$200 milhões, havendo um aumento na arrecadação. “A gente entende que o município passa por dificuldades. Mas eu não concordo com esse reajuste de 3%”, disse a vereadora, que também é servidora pública concursada.

A parlamentar também justificou que votaria a favor do projeto, já que a não aprovação do mesmo poderia levar o dissídio à esfera judicial, causando ainda mais prejuízos aos servidores. O reajuste salarial de 2017, explicou a vereadora, ainda aguarda uma resposta, “pois o Poder Judiciário é muito lento”, disse.

ABUSO SEXUAL

A vereadora também convidou os munícipes para o Fórum de Enfrentamento ao Abuso Sexual e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que seria realizado na quarta-feira (20), a partir das 12h30, no Joaquinzão. Segundo Andrea, a iniciativa tem o objetivo de capacitar os profissionais envolvidos diretamente nessa temática, e contará com a presença de promotor, juiz e especialistas. “Hoje temos muitos técnicos com dificuldades em detectar o abuso em crianças”.

Foto Lado a Lado