Câmara aprova projeto do Executivo que concede reajuste dos vencimentos dos servidores públicos municipais

Geral 18.06.2018 3Plenário aprovou reajuste dos servidores públicos19/06/2018 – A Câmara aprovou nesta segunda-feira (18) o projeto de lei 77/2018, de autoria do Poder Executivo. A propositura concede reajuste de 3%, dividido em seis parcelas de 0,5%, nos vencimentos dos servidores públicos municipais.  

O projeto de lei - que obteve 12 votos favoráveis e 1 contrário, do vereador Ceará Mascate (PPS), e segue agora para sanção do prefeito Thiago Assis (MDB) - estabelece que o aumento será parcelado entre os meses de junho e novembro deste ano.

Ainda de acordo com a propositura aprovada, o mesmo percentual de reajuste será assegurado aos servidores inativos e aos pensionistas do Ipremor - Instituto de Previdência Municipal de Monte Mor.

COMENTÁRIOS

Geral 18.06.2018 4Vereadores comentaram o projeto de lei aprovadoVereadores comentaram o projeto. Danilo Jacob (PDT) ressaltou que o “aumento deveria ser maior, e não de forma parcelada”. Disse, entretanto, que “é melhor 3 por cento, parcelado, do que nada”. Ceará Mascate (PPS) reclamou que a Comissão de Finanças da Câmara só teve acesso aos argumentos do Poder Executivo. “Não ouvi a parte interessada, que é o servidor”.

Waltinho Assis (PDT), presidente da Câmara, afirmou que houve o momento do Sindicato e da Associação se manifestarem sobre o projeto. Eduardo Bispo (PSDB) disse ser contrário ao percentual de aumento concedido. Afirmou, entretanto, que no ano passado, a discussão sobre o reajuste foi parar na Justiça, estando indefinida. “Antes 3% do que nada”, concluiu.

Jesus Lopes (PR) ressaltou que, entre vereadores e servidores públicos presentes, “nenhum compactua com esse reajuste que houve”. Ponderou, entretanto, que o Legislativo não tem autonomia para aumentar a correção. “Nenhum vereador aqui falou que é a favor desse aumento. Todos nós estamos votando ‘sim’ para que não caia na mesma situação do aumento passado”.

No momento da palavra livre, o projeto de lei também havia sido abordado. “Não sou contra o projeto, mas gostaria que tivesse um aumento um pouco melhor”, disse Andrea Garcia (PDT), que também é servidora pública concursada. Já o vereador Joaz (PSDB) sugeriu que, no próximo ano, o Executivo se planeje para, pelo menos, conceder o reajuste sem parcelar.